Museu Amigo dos Animais

O Museu de Olaria, desde 2 de junho de 2020, disponibiliza aos seus visitantes um espaço acolhedor, onde os amigos de quatro patas podem ficar tranquilamente e em segurança, enquanto os seus donos fazem uma proveitosa visita ao Museu. Desta forma, passa a ser o primeiro museu em Portugal a disponibilizar uma área para acolher os animais, tornado-se num espaço pet friendly .

O espaço de acolhimento para os amigos de 4 patas fica localizado no jardim do Museu e foi pensado para maior comodidade dos visitantes, a quem se quer garantir a melhor experiência possível de visita.

Férias de Verão no Museu de Olaria 2020

FÉRIAS DE VERÃO NO MUSEU DE OLARIA 2020  | 7 a 31 de julho 

 

 

 

 

1- ATIVIDADES DE INSCRIÇÃO INDIVIDUAL | 6 aos 10 anos de terça a sexta-feira das 10H00 às 12H00

. Inscrição Obrigatória  . Vagas Limitadas  . 1,10€/ participante

* As inscrições são efetuadas através do formulário de inscrição disponível no site do Município em http://buonline.cm-barcelos.pt Informações através do contacto telefónico 253 809600 ou e-mail otldctjd@cm-barcelos.pt

 

PROGRAMA

NA ARTE DA CERÂMICA

Visitas às exposições e atividades com oficinas de cerâmica, que dão lugar à descoberta, ao debate de ideias, à criatividade e liberdade de expressão.

Verdadeiros momentos de diversão e construção de conhecimento!

Participa!

Exposição Guizos – Cerâmicas Sonoras – Virgínia Fróis

Temática/ Oficina

Instrumentos Musicais de Percussão – Oficina de Modelagem em Barro | 07 julho

Ciranda Sonora – Oficina de Pintura em Azulejo| 08 julho

Maraca dos Sons – Oficina de Expressão Plástica | 09 julho

Cor e Vida – Oficina de Decoração Cerâmica | 10 julho

Exposição – O Figurado de Rosa Ramalho na Coleção do Espanhol

Temática/ Oficina

A Vida e Obra de Rosa Ramalho – A História da Célebre Barrista | 14 julho

Mitos e Lendas no Figurado de Rosa Ramalho – Oficina de Modelagem em Barro| 15 julho

Signo Meu – Oficina de Pintura em Azulejo | 16 julho

Cor e Vida – Oficina de Decoração Cerâmica | 17 julho

Exposição – Olaria Norte de Portugal

Temática/ Oficina

Animais em Cerâmica – Oficina de Modelagem | 21 julho

Com o Barro à Roda – Oficina de Roda de Oleiro | 22 julho

Janela Portuguesa – Decoração de Vaso de Barro | 23 julho

Cor e Vida – Oficina de Decoração Cerâmica | 24 julho

Exposição – Mãos no Barro – Figuras da Vida de Manuel Macedo

Temática/ Oficina

A Arte da Terra – Oficina de Modelagem em Barro | 28 julho

Figuras do Minho – Oficina de Modelagem em Barro| 29 julho

No Mundo Rural – Oficina de Pintura em Azulejo | 30 julho

Cor e Vida – Oficina de Decoração Cerâmica | 31 julho

 

2 – ATIVIDADES DE INSCRIÇÃO PARA GRUPOS| 6 aos 14 anos das 15H00 às 16H30

Inscrição Obrigatória: Máximo de 10 participantes / grupo

. Visita orientada às exposições: 0,65€/ participante 

. Visita com atividade/oficina: 1,10€/ participante 

*As inscrições são efetuadas para o Museu de Olaria através do contacto telefónico 253 824 741 ou e-mail servicoeducativo@cm-barcelos.pt

PROGRAMA

NA ARTE DA CERÂMICA

Visitas às exposições e atividades com oficinas de cerâmica, que dão lugar à descoberta, ao debate de ideias, à criatividade e liberdade de expressão.

Verdadeiros momentos de diversão e construção de conhecimento!

Exposição Guizos – Cerâmicas Sonoras – até 10 de julho

Temática/ Oficina

Instrumentos Musicais de Percussão – Oficina Modelagem em Barro

Maraca dos Sons – Oficina de Expressão Plástica

Exposição – O Figurado de Rosa Ramalho na Coleção do Espanhol – de 07 a 31 de julho

Temática/ Oficina

A Vida e Obra de Rosa Ramalho – A história da Célebre Barrista – Oficina de Modelagem em Barro

Signo Meu – Oficina de Pintura em Azulejo

Exposição – Olaria Norte de Portugal – de 07 a 31 de julho

Temática/ Oficina

Animais em Cerâmica – Oficina de Modelagem em Barro

Exposição – Mãos no Barro – Figuras da Vida de Manuel Macedo a partir de 21 de julho

Temática/ Oficina

Figuras do Minho – Oficina de Modelagem em Barro

No Mundo Rural – Oficina de Pintura em Azulejo

Esculturas Cerâmicas – Os Meninos Gordos – de 07 a 31 de julho

Temática/ Oficina

Ana e Mateus – A História dos Meninos Gordos que Viraram Peças de Faiança– Oficina de Decoração Cerâmica

Reabertura do Museu de Olaria

No próximo dia 2 de junho  o Museu de Olaria reabre ao público, tendo estado encerrado por tempo indeterminado, como forma de prevenção à pandemia Covid19.

A visita aos museus exige o cumprimento de regras definidas pela Direção Geral de Saúde, pelo que se solicita aos visitantes o conhecimento e cumprimento das orientações das autoridades nacionais de saúde, impostas neste novo processo de desconfinamento.

Bom Dia Cerâmica 2020

Município de Barcelos associa-se ao “Bom Dia Cerâmica”

Nos dias 16 e 17 de maio, 16 cidades e vilas cerâmicas portuguesas juntam-se ao evento europeu “Bom Dia Cerâmica”, este ano com caráter virtual devivo à pandemia Covid19

O Município de Barcelos volta a associar-se à iniciativa europeia “Bom dia Cerâmica” que se realiza nos dias 16 e 17 de maio, desta vez de carácter virtual devido à pandemia Covid-19.

Respondendo ao desafio da Associação Portuguesa de Cidades e Vilas de Cerâmica, Barcelos privilegiará nestes dias o envolvimento digital das cidades portugueses e europeias com cerâmica através da apresentação de filmes e séries de fotografias nas redes sociais e canal youtube do Município de Barcelos.

Assim, nos dias 16 e 17 de maio será divulgado material fotográfico e audiovisual ao público nas redes sociais, acompanhado de contextualização e interpretação, com o propósito de dar a conhecer elementos referenciais da produção cerâmica, que permitam compartilhar a excelência e diversidade da criação europeia. Os eventos serão publicados em sucessão na página Facebook, no canal youtube do Município de Barcelos e no site do Museu de Olaria.

Nestes dias será ainda lançada uma iniciativa intitulada “selfies cerâmicas” dedicada a ceramistas, entusiastas, operadores, stakeholders e, em geral, ao que seria o público habitual do programa “Bom Dia Cerâmica”.

Lançado há vários anos pelas cidades cerâmicas italianas, o “Bom Dia Cerâmica” tem o apoio da Associação Portuguesa de Cidades e Vilas de Cerâmica e pretende chamar a atenção para a importância da cerâmica na Europa, estendendo-se a cerca de duas centenas de cidades cerâmicas de Itália, Portugal, França, Espanha, Roménia, Alemanha, República Checa e Polónia. Em Portugal participam as cidades e vilas cerâmicas que integram a associação, nomeadamente Barcelos, Reguengos de Monsaraz, Alcobaça, Tondela, Aveiro, Oliveira do Bairro, Viana do Alentejo, Montemor-o-Novo, Redondo, Batalha, Vila Nova de Poiares, Caldas da Rainha, Ílhavo, Mafra, Porto de Mós e Viana do Castelo.

Em Portugal podemos encontrar mais de uma centena de cidades e vilas que, ao longo da sua história estiveram ligadas à cerâmica, mantendo-se ainda ativas um número muito considerável, nomeadamente as que estão ligadas à Associação Portuguesa de Cidades e Vilas de Cerâmica, com uma atividade económica importante e com expressão nas pessoas que a trabalham de forma artesanal, criativa ou industrial.

No nosso país a cerâmica tem também uma importante expressão na construção, na decoração das fachadas, nos objetos utilitários e decorativos que a quase totalidade da população usa, bem como na expressão museológica que atrai tantos turistas ao nosso país.

Existe uma consciência comum de que o atual momento é muito sensível e problemático para toda a cerâmica europeia, e especialmente para a portuguesa, em que poderá ser posta em causa a sua viabilidade e rentabilidade, deixando muitos ceramistas com dificuldades de subsistência.
Portugal é o segundo produtor mundial de cerâmica de mesa e decorativa, bem como de olaria, logo a seguir à China.

 

 

Dia Internacional dos Museus 2020

Dia 18 de maio celebra-se o Dia Internacional dos Museus. Instituído pelo International Council of Museums (ICOM) e promovido em território nacional pela Direção Geral do Património Cultural, tem como tema “Museus para a Igualdade: Diversidade e Inclusão”, num claro sentido de fomentar a diversidade e o cariz inclusivo das instituições culturais.

Assim, o Museu de Olaria assinalou o Dia Internacional dos Museus 2020 com o lançamento, no seu site, de vídeos de apresentação das exposições patentes. De acordo com o tema deste ano ” Museus para a Igualdade: Diversidade e Inclusão” proposto pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus, os vídeos incluem legendas e locução, permitindo também o acesso , à informação, ao público invisual e surdo/ mudo.

 

 

Museu online

                              

   

 

2. Rota da Olaria

3. Rota do Figurado

O Figurado de Rosa Ramalho na Coleção do Espanhol

O figurado de Rosa Ramalho na coleção de Juan Yebra-Pimentel Rodriguez “ O espanhol”

Esta exposição é o resultado de uma grande amizade nascida em finais dos anos 60 entre Juan Rodriguez e Rosa Ramalho, a quem carinhosamente chamava de Rosinha.

Juan Rodriguez, apercebendo-se da criatividade desta mulher do Minho, e sendo ele escultor e um apaixonado pela mitologia grega, acaba por solicitar-lhe a produção de peças por ele desenhadas, algumas inteiramente desconhecidas do grande público, numa conjugação do imaginário dos dois artistas unidos na arte e no amor pelo barro.

Destaca-se nesta exposição a dimensão das peças que altera a função do figurado como brinquedo, para obras de culto, apreciadas por um público adulto e citadino.

A coleção de Juan Yebra Pimentel Rodriguez que o Museu de Olaria expõem na sala dedicada ao figurado, é uma coleção excecional, um tesouro até hoje bem guardado, que o museu coloca à vista de todos.

VISITA VIRTUAL

Museu de Olaria novo membro da Academia Internacional de Cerâmica

O Museu de Olaria de Barcelos já é membro da Academia Internacional de Cerâmica, uma entidade associada da UNESCO que tem como objetivo estimular a fraternidade e a comunicação entre parceiros na área da cerâmica de todos os países, desenvolvendo formas de cooperação internacional destinadas a promover a cerâmica e encorajando e suportando os mais altos níveis de qualidade de produção, dentro das diferentes culturas cerâmicas.

A integração do Museu de Olaria nesta rede é o reconhecimento do trabalho que o Museu tem vindo a fazer pela cerâmica em Portugal e nos países lusófonos, e vai permitir a valorização, dinamização e enriquecimento do património local e a interação entre os membros.

A Academia Internacional de Cerâmica está empenhada em realizar projetos de grande escala para promover a cultura cerâmica, bem como debater, trocar, refletir e compartilhar conhecimentos. A influência da sua rede internacional é expressa em escala global e local e presta especial atenção à integração e especificidades.

A cerimónia de boas-vindas aos novos membros acontece no Congresso 2020 que irá realizar-se em Rovaniemi, na Finlândia, subordinado ao tema “On the edge”.

A Academia Internacional de Cerâmica foi fundada em 1952 por Henry J. Reynaud e associada à UNESCO desde 1958. É composta atualmente por 650 membros e constitui um acesso privilegiado a uma comunidade internacional que promove a cerâmica contemporânea através de uma larga rede de artistas, de críticos, de escritores, de historiadores, de galeristas, de museus e de outras instituições relacionadas.

A Academia é, hoje, a única associação que atua internacionalmente, reunindo ceramistas, artistas, designers, escritores, colecionadores, galeristas, curadores, conservadores e um vasto painel de instituições de prestígio.

TASCO | tableware collection

TASCO é um lugar privilegiado, porque evoca a memória de um povo, de um sentimento coletivo, de um Portugal saudoso que não gostaríamos de ver desaparecido. Feito, como poderíamos dizer, de outros tempos e momentos reconfortantes, de uma identidade que nos diferencia, envolto em maiores certezas, e menos desafios. E por outro lado, de uma história que, como nos diria Couturier, parece sempre estar na moda, parece sempre atraente. Os estilos antigos tem a vantagem de manter a sua extraordinária permanência. E os contornos do passado e do presente, aparentam, hoje em dia, terem-se esbatido.
A exposição TASCO, revela uma oportunidade para evocar esse passado, essa identidade nacional. Paulo Sellmayer, editor da coleção VICARA, e Guilherme Braga da Cruz comissário da exposição, apresentam um conjunto de peças que elogiam essa memória coletiva do barro e da cerâmica tradicional portuguesa.
TASCO é composto pelas peças: Set de Pratos, de HalfStudio; Jarro e Azeitoneira de Luís Nascimento; Jarro e Copo/Pote de Mariana Filipe; Set de Pratos de Hugo Graça; Tabuleiro de Margarida L. Pereira; Lateira de Rui Pereira e Pausa de Mónica Braga dos Santos.Carla Carbone

 

 

 

Lançamento da Moeda “Figurado de Barcelos”

Figurado de Barcelos imortalizado e homenageado em Moeda Nacional

A escultora Baiba Šime, responsável pelo design da Moeda, que tem na face um escudo nacional rodeado por oito galos de Barcelos e conta no verso com várias figuras do bestiário da cidade, esteve presente no lançamento da moeda no Museu de Olaria juntamente com alguns dos mais prestigiados mestres barristas de Barcelos, Júlia Cota, João Ferreira, Irmãos Baraça e Mistério.

Os colecionadores de divisas vão poder acrescentar mais um modelo do Banco de Portugal à coleção. Para os aficionados em numismática, a moeda poderá ser adquirida através das instituições de crédito e das tesourarias do Banco de Portugal e no Museu de Olaria.

Cidades e Vilas Cerâmicas

Barcelos é um dos fundadores da Associação Portuguesa de Cidades e Vilas Cerâmicas

A AptCC tem como objetivos, entre outros, a defesa, a valorização e a divulgação do património cultural e histórico cerâmico, o intercâmbio de experiências entre associados e a nível internacional, bem como a consciencialização de empresários e das comunidades locais para a importância histórica e patrimonial da cerâmica, seja na vertente artesanal como industrial, e ainda evidenciar o seu potencial para a sustentabilidade económica e social das cidades e vilas associadas.

A escritura da constituição da associação foi assinada pelos 14 municípios envolvidos, numa cerimónia que contou com a presença de representantes do Agrupamento Europeu das Cidades Cerâmicas.

Além de Barcelos, fazem parte deste grupo de arranque da AptCC os municípios de Alcobaça, Aveiro, Batalha, Caldas da Rainha, Ílhavo, Mafra, Montemor-o-Novo, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Tondela, Viana do Alentejo, Viana do Castelo e Vila Nova de Poiares.

“Barcelos assume-se como um grande centro da olaria e figurado no contexto nacional,  reconhecida pela UNESCO como Cidade Criativa na área do Artesanato e Artes Populares. 

Historial da AptCC

O processo de criação da AptCC foi lançado no início de janeiro de 2015, numa reunião em Mafra com os municípios interessados, a que se seguiu uma segunda reunião nas Caldas da Rainha, tendo sido concluído a 15 de março do 2016, em Aveiro, o processo de elaboração e discussão dos estatutos da associação.

Este processo de elaboração estatutária passou pela aprovação desses documentos fundadores por todos os executivos camarários e assembleias municipais, posteriormente submetidos ao visto do Tribunal de Contas, nos termos da legislação vigente, processo concluído no início de 2018.

Esta iniciativa,  foi estimulada pela visita do coordenador europeu e simultaneamente italiano das cidades cerâmicas, acompanhado pelo coordenador espanhol, em dezembro de 2014, que executavam uma missão do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial das Cidades Cerâmicas, com vista ao estabelecimento, na maioria dos países europeus, das respetivas associações de cidades cerâmicas.

 

 

Barros do Telhado

No âmbito do projeto a “Casa do Barro” foi estabelecido um protocolo de colaboração entre o Município do Fundão e o Município de Barcelos, tendo em vista a cooperação para a dinamização da Casa do Barro, na freguesia do Telhado, concelho de Fundão, através do Museu de Olaria, com o empréstimo de peças do espólio do museu. Promover e desenvolver espaços culturais e a melhoria da qualidade de vida das populações locais pela sua fixação em meio rural é um dos objetivos deste projeto, nomeadamente no que respeita à gestão e manutenção deste espaço através da colaboração entre as duas instituições.

Horário de Funcionamento:
Segunda a sexta-feira: 09h00 às 13h00 | 14h00 às 18h00

*Entrada Gratuita

“an essence of a legacy” (uma essência de um legado)

“an essence of a legacy” (uma essência de um legado) é uma criação audiovisual inspirada na arte e na criatividade do Figurado Barcelos, cuja identidade é um símbolo da capacidade criadora de uma comunidade e nos transporta para novas dimensões do território da região oleira de Barcelos, com recurso à exploração dos seus aspetos sonoros e visuais.
“an essence of a legacy” procura desenvolver uma viagem de experiências preceptivas, procurando representar as suas características identitárias mais particulares.

Ficha Artistica e Técnica:
Conceito, gravação, edição, composição sonora e visual, e interpretação: Frederico Dinis
Produção: Pensamento Voador – Associação para a promoção de ideias
Apoio à residência: Museu de Olaria
Apoios: Câmara Municipal de Barcelos, Museu de Olaria, Turismo de Barcelos, Pensamento Voador – Associação para a promoção de ideias, CEIS20 – Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX
Agradecimentos: Cerâmica João Coelho Silva, Júlia Côta, Armando Brás, Rosa Portela, Irmãos Baraça

Biografia:
Frederico Dinis é um compositor intermédia português, performer audiovisual e investigador de media arts, que procura representar um espaço-tempo figurativo, combinando narrativas sonoras e visuais com espaços inusitados. O seu trabalho tem sido abraçado por museus, salas de concerto, espaços públicos e eventos, na Europa e no Brasil.

Barcelos Cidade Criativa

Barcelos integrou em 2017 a Rede de Cidades Criativas da UNESCO. A existência de uma comunidade criativa local com reconhecimento nacional que desenvolve boas práticas e “know-how” que foram adquiridos ao longo de séculos.

 Assim, ao integrar a rede das cidades criativas, Barcelos pretende:  

  • Valorizar as oficinas criativas tradicionais e apoiar novas gerações de artesãos;
  • Promover a criação de estruturas de incubação e hubs criativos na cidade e de estruturas informais de apoio à atividade artística, criando mecanismos de apoio à profissionalização das áreas artísticas e criativas;
  • Fomentar projetos de interface entre domínios artísticos e criativos diversos e estimular a cooperação com outros pólos exteriores de I&D ou de produção criativa;
  • Promover um incremento da visibilidade externa da actividades artística e criativa do concelho;
  • Promover o Turismo Criativo e de Experiências;
  • Potenciar o aparecimento de novas empresas criativas;
  • Potenciar uma rede que inspire, fortaleça e traga novas ideias para um mundo mais próximo e cooperante;
  • Desempenhar um papel ativo no desenvolvimento de projetos com outras cidades da rede;
  • Apostar na formação internacional através do alargamento territorial do projeto de mobilidade europeu, que desde à 5 anos tem trazido a Barcelos jovens de diversos países da Europa, numa vertente de conhecimento e aprendizagem onde se privilegiam formações e workshops nas indústrias criativas locais;
  • Estreitar laços com África particularmente com países de expressão portuguesa, no sentido de apoiar o entendimento do artesanato e da arte popular como fonte de desenvolvimento e sustentabilidade, numa perspetiva de partilha de formação e saberes;
  • Estruturar um novo paradigma de desenvolvimento;
  • Apostar no networking internacional para conferir sustentabilidade à realidade criativa local;
  • Criar valor na e para a rede das cidades criativas da UNESCO;
  • Associar Barcelos à rede das Cidades Criativas em todas as ações de promoção do território;
  • Participar em feiras, convenções e outros eventos, onde a cidade e a rede são valorizadas;
  • Desenvolver a consciência académica, da comunidade, da sociedade civil e do empreendedorismo, para a importância das artes e ofícios para o desenvolvimento local;
  • Promover a rede de cidades criativas da UNESCO, seus objetivos e princípios.