Mai
17
Sáb
Exposição Olaria Norte de Portugal @ Rua Cónego Joaquim Gaiolas
Mai 17 2014@12:00 am_Jan 31 2021@12:00 am
[:pt]Exposição Olaria Norte de Portugal[:en]Pottery from Northern Portugal[:] @ Rua Cónego Joaquim Gaiolas

Esta exposição é composta de peças de louça utilitária pertencentes aos mais importantes centros oleiros do norte de Portugal. Este tipo de loiça respeita à olaria destinada aos usos domésticos mais comuns e dava resposta às necessidades familiares. Aqui se encontram, portanto, peças de louça preta, louça vermelha fosca e louça vidrada de Parada de Gatim, Barcelos, Guimarães, Bisalhães, Vilar de Nantes, Selhariz, Pinela, Felgar e Gondar.

Outrora utilizada em todas as casas portuguesas, a louça utilitária começou a cair em desuso a partir da década de setenta do século passado, em detrimento dos utensílios de plástico e de metal.

 

Horário ao público:
Terça a sexta-feira: 10h00 às 17h30
Sábados, domingos e feriados: 10h00 às 12h30  | 14h00 às 17h30

*Entrada Gratuita

Set
30
Dom
Barros do Telhado @ Freguesia do Telhado - Fundão
Set 30 2018@12:00 am_Mai 16 2021@12:00 am
[:pt]Barros do Telhado[:] @ Freguesia do Telhado - Fundão

No âmbito do projeto a “Casa do Barro” foi estabelecido um protocolo de colaboração entre o Município do Fundão e o Município de Barcelos, tendo em vista a cooperação para a dinamização da Casa do Barro, na freguesia do Telhado, concelho de Fundão, através do Museu de Olaria, com o empréstimo de peças do espólio do museu. Promover e desenvolver espaços culturais e a melhoria da qualidade de vida das populações locais pela sua fixação em meio rural é um dos objetivos deste projeto, nomeadamente no que respeita à gestão e manutenção deste espaço através da colaboração entre as duas instituições.

Horário de Funcionamento:
Segunda a sexta-feira: 09h00 às 13h00 | 14h00 às 18h00

*Entrada Gratuita

Fev
2
Sáb
Geração Mistério
Fev 2 2019@12:00 am_Jan 31 2020@12:00 am
Geração Mistério

“Mistérios” do Barro

Dando continuidade ao ciclo de exposições sobre as famílias barristas mais emblemáticas da região oleira de Barcelos, o Museu de Olaria abriu o ano de 2019 com um certame dedicado ao figurado da Família Mistério.

A produção de louças de barro tem contribuído, desde há muito tempo, para a subsistência económica de muitas centenas de famílias da região oleira de Barcelos, e simultaneamente “modelou” a identidade social e cultural do concelho. Curioso, é verificar-se que além da constante renovação dos barristas barcelenses, essa forma de saber-fazer coletiva não limita ou esmaga a criatividade singular, antes tem permitido o emergir de artesãos que, pelos seus traços peculiares, não só honram o artesanato das famílias de onde são provenientes como, eles mesmos, se tornam figuras de reconhecido prestígio nacional e internacional.

Nessa senda, os protagonistas da família Mistério são um excelente exemplo de como se pode conciliar a perpetuação de um nome e uma memória com o projetar de brilhantes carreiras artísticas singulares.

Horário ao público:
Terça a sexta-feira: 10h00 às 17h30
Sábados, domingos e feriados: 10h00 às 12h30  | 14h00 às 17h30

*Entrada Gratuita

Jan
16
Qui
GUIZOS. Virgínia Fróis @ Rua Cónego Joaquim Gaiolas
Jan 16@12:00 am_Mar 29@12:00 am
Fev
15
Sáb
O Figurado de Rosa Ramalho na Coleção do Espanhol @ Museu de Olaria
Fev 15 2020@12:00 am_Jan 20 2021@12:00 am
[:pt]O Figurado de Rosa Ramalho na Coleção do Espanhol [:] @ Museu de Olaria

O figurado de Rosa Ramalho na coleção de Juan Yebra-Pimentel Rodriguez “ O espanhol”

Esta exposição é o resultado de uma grande amizade nascida em finais dos anos 60 entre Juan Rodriguez e Rosa Ramalho, a quem carinhosamente chamava de Rosinha.

Juan Rodriguez, apercebendo-se da criatividade desta mulher do Minho, e sendo ele escultor e um apaixonado pela mitologia grega, acaba por solicitar-lhe a produção de peças por ele desenhadas, algumas inteiramente desconhecidas do grande público, numa conjugação do imaginário dos dois artistas unidos na arte e no amor pelo barro.

Destaca-se nesta exposição a dimensão das peças que altera a função do figurado como brinquedo, para obras de culto, apreciadas por um público adulto e citadino.

A coleção de Juan Yebra Pimentel Rodriguez que o Museu de Olaria expõem na sala dedicada ao figurado, é uma coleção excecional, um tesouro até hoje bem guardado, que o museu coloca à vista de todos.